Voleibol: origens, dicas para iniciantes e itens obrigatórios

Saiba um pouco mais sobre a história da modalidade e confira o que você precisa para começar a treinar

Publicado em 19/07/2016

Muito praticado em clubes e escolas, o vôlei é um dos esportes mais populares no Brasil, já que atrai meninos e meninas para a quadra para a disputa de um jogo intenso, com muita variação ataque-defesa e por não ter contato físico, o que impede lesões e até mesmo algumas brigas. Além da prática imposta nas escolas, a atenção que a mídia dá ao vôlei é bem grande, com transmissões na TV aberta e coberturas de campeonatos mundiais. Muito disso se deve ao sucesso das seleções em Olimpíadas.

Originada em 1895 no estado de Massachusetts (EUA) - incrível como tantos esportes saem de lá - a modalidade é sempre uma ótima opção para quem quer começar a praticar algum exercício físico. Saques, recepções, manchetes e os ataques são alguns dos golpes que compõem as partidas, e para aperfeiçoá-los é necessário se dedicar aos treinos e aprender as técnicas. Além dos movimentos, a tática conta muito, com variações de saque, ataques direcionados e foco em explorar alguma fraqueza do oponente.

A Federação Internacional de Voleibol, a FIVB, foi criada apenas em 1947, e hoje é a responsável pelos campeonatos e organização das competições em Jogos Olímpicos. Inclusive, o esporte só passou a figurar nas Olimpíadas em 1964, na edição de Tóquio. 

Uma das intenções do criador da modalidade, o americano William George Morgan, era criar algo que não tivesse contato, como é o caso do basquete, futebol e futebol americano, e assim dar aos idosos e crianças algo mais “leve”, que evitasse lesões e outros problemas. Assim, uma câmara de bola de basquete era usada, além de uma rede de tênis improvisada. 

Para quem quer começar a treinar, alguns itens são indispensáveis:

Bola

Sua circunferência varia entre 65 e 68 centímetros, sendo leve o suficiente para viajar pelo ar, mas pesada o bastante para ter peso nos ataques e saques. 

Roupas

No caso das mulheres, uma calça ou shorts de lycra serão mais adequados, com alguma camiseta leve. Para os homens, um shorts e uma camiseta leve já bastam. Alguns acessórios, como mangas, munhequeiras e bandagens, são comumente usadas. O importante é a roupa não atrapalhar na movimentação e na agilidade do jogador.

Tênis

O calçado deve ser confortável, de preferência leve e com amortecedores para amenizar as quedas e chegadas no chão depois do salto. 

Joelheira

É importante proteger os joelhos, já que muitas vezes o atleta precisará se jogar ou mergulhar para defender uma bola. 

Para aqueles que querem saber um pouco mais sobre a história do esporte, técnicas ou buscar novos métodos de ensino, vale a leitura de alguns livros da modalidade: 

Além desses itens, é ainda mais fundamental se alimentar bem, se alongar e beber bastante água. Ter a saúde em dia vai ajudar bastante durante os treinos e jogos. E lembre-se: o mais importante é se divertir.

Foto: Divulgação