Neymar lidera lista de jovens mais bem pagos do esporte

Atacante do Barcelona encabeça lista com atletas da NBA e outros destaques

Publicado em 04/07/2017
Neymar lidera lista da Forbes de jovens mais bem pagos do esporte

O atacante Neymar, do Barcelona e da Seleção Brasileira, é o jovem de até 25 anos mais bem pago no mundo dos esportes, de acordo com a revista americana Forbes. O atleta formado pelo Santos é o primeiro colocado em lista que conta com nomes da NBA, outros jogadores do futebol e prodígios do futebol americano.

Os dez atletas que figuram na listagem têm ganhos anuais de pelo menos 20 milhões de dólares (R$ 70,7 milhões) e são, na verdade, exceções, já que em muitas das ligas profissionais há teto salarial de acordo com o tempo de contrato ou a idade do profissional. Isso faz com que o auge de ganhos só chegue com o amadurecimento na carreira.

Para Neymar, 25 anos, no entanto, isso não foi necessário: o astro do Barcelona lidera a lista, com ganhos de US$ 37 milhões por ano (R$ 122,3 milhões) e o feito de ganhar mais dinheiro fora do gramado do que dentro – é patrocinado por marcas como Nike, Gillette e Panasonic, entre outras.

O top 3 da lista ainda conta com o golfista americano Jordan Spieth, 23 anos, com dez contratos de patrocínio e mais de 100 milhões de dólares já arrecadados na carreira. Seus ganhos anuais são da ordem de 34,5 milhões de dólares (R$ 114 milhões). O terceiro lugar é do americano Kyrie Irving, 25 anos, destaque do Cleveland Cavaliers na NBA, liga americana de basquete. Ele ganha US$ 29,9 milhões (R$ 98,8 milhões).

Confira a lista

1. Neymar (Futebol) – US$ 37 milhões
2. Jordan Spieth (Golfe) – US$ 34,5 milhões
3. Kyrie Irving (Basquete) - US$ 29,9 milhões
4. Anthony Davis (Basquete) - US$ 29,1 milhões
5. Harrison Barnes (Basquete) - US$ 23,9 milhões
6. Bradley Beal (Basquete) - US$ 23,3 milhões
7. Andre Drummond (Basquete) - US$ 22,1 milhões
8. James Rodríguez (Futebol) - US$ 21,9 milhões
9. Paul Pogba (Futebol) - US$ 21,2 milhões
10. Myles Garrett (Futebol Americano) - US$ 20,7 milhões

Crédito: Sergio Perez/Reuters