Jogador de basquete de 1,35m é considerado grande craque

Baixinho talentoso do Harlem impressiona pela habilidade; relembre trajetórias de outros "pequenos" que passaram pela liga

Publicado em 26/08/2016

Recentemente surgiu na mídia norte-americana a história de Jahmani Swanson, um jogador de basquete de rua que dá um show com a bola laranja. Mas e daí? São tantos jogadores incríveis na NBA. O detalhe de “Mani Love” é que ele tem apenas 1,35m, o que faz dele um talento bem incomum no esporte de LeBron James e Stephen Curry. Segundo o pequeno craque, se tivesse pelo menos mais 15 centímetros, seria o maior da história.

Chamado de Mini Michael Jordan pelas ruas do Harlem, em Nova Iorque, onde mora, o atleta afirma com confiança que é melhor do que muitos da NBA, e não é a toa que o famoso site esportivo Bleacher Report, da mídia americana, foi atrás dele e contou sua história. É difícil que Jahmani tenha alguma chance no melhor basquete do mundo, enquanto isso ele viaja e disputa campeonatos com seu time, o Court Kingz, no qual é o grande craque.

Mini craques

Na liga norte-americana existe um histórico de jogadores de baixa estatura que deram certo, inclusive ganhando prêmios em provas de atletismo. O grande nome abaixo de 1,80m, altura considerada mínima para ter sucesso por lá, é Nate Robinson. Hoje jogando em Israel, o baixinho de 1,75m teve boas passagens pelo New York Knicks, Boston Celtics e Chicago Bulls, mas foi destaque mesmo ao ganhar por três vezes o campeonato de enterradas do All-Star Weekend da liga.

Nate tentou até ser jogador da NFL, conseguindo inclusive participar de testes com o Seattle Seahawks mais cedo este ano. 

Outros que deixaram seu nome na história da NBA foram Spud Webb (1,70m) e Earl Boykins (1,65m), até hoje o mais baixo a fazer 30 pontos em um jogo - 32 contra o Detroit Pistons, em 2004.

Esperança

Jahmani tem um sonho e garante que vai alcançá-lo: “Eu acredito que um dia eu vou conseguir enterrar”.

Foto: Reprodução Facebook Jahmani Swanson