Quando falamos sobre esportes radicais, um dos primeiros que vem na nossa mente é o surfe. Ficar em cima de uma prancha enquanto desliza pelas ondas do mar pode ser muito divertido, refrescante e até libertador, mas também não é nada fácil. Quem quer entrar nesse meio deve saber de antemão que é um processo longo de aprendizado, mas que depende apenas do praticante.

O início

Ao ter a certeza de que quer aprender a surfar, a pessoa deve procurar informações sobre escolas de surfe, bem comuns em cidades praianas. Apesar de ser muito mais fácil pedir para um amigo ensinar, é melhor seguir as orientações de um especialista, já que seu parceiro poderá oferecer uma prancha inadequada e a segurança será quase nula.

A princípio, a escola (de preferência uma bem recomendada e de boa reputação) vai oferecer o equipamento e saberá indicar uma prancha com tamanho adequado, então não se preocupe em comprar uma logo de cara. É preciso saber respeitar as orientações, o mar e as pessoas ao redor, já que a praia não é só de surfistas.

Depois de um tempo, quando o iniciante já estiver mais confiante, vai ser comum a vontade de ir sozinho à praia para treinar, mas não o faça. Sempre tenha alguém junto com você, já que o surfe é um esporte muito imprevisível, já que animais marinhos podem se aproximar, atacar e existe sempre o risco de afogamento, por melhores que sejam as habilidades de nadador.

Equipamento

Existem diversos tipos de prancha, especialmente na questão do material e tamanho. Para um iniciante, o tamanho ideal varia entre 7’5 e 9’0 (medidas em “pés”), já que são maiores, o que aumenta a superfície de apoio para os pés e da própria prancha sobre a água. Alguns exemplos, para todos os tipos de praticantes:

No quesito roupa, depende muito do atleta, já que o frio é sempre um fator que pode pesar. Enquanto uma camiseta de poliéster já será capaz de proteger o peito da parafina e até do sol, um traje de borracha ou neoprene vai impermeabilizar e manter aquecido o surfista mais “friorento”. Isso depende não só da pessoa, mas também das águas, já que as temperaturas variam. 

Alguns exemplos:

Neoprene

Johns

Foto: Divulgação