5 dicas para a selfie perfeita na corrida

Mantenha os cuidados para sair bonito e não atrapalhar ninguém

Publicado em 06/02/2018
Moça correndo e fazendo selfie

Com o boom das redes sociais, os esportistas não fogem à moda das selfies enquanto praticam suas atividades. E, para quem corre na rua, há um motivo extra para fazer um registro enquanto se exercita: as paisagens que compõem o plano de fundo. 

E se você é da turma que adora uma foto e quer clicar a corrida também, vale a pena seguir alguns cuidados antes de sacar o smartphone no meio da pista. Com dicas específicas você garante a selfie perfeita na corrida e não atrapalha ninguém. Veja algumas delas, baseadas no corredor e repórter Derek Call, da Runner's World:

Cuidado com a luz

Se você costuma sair para correr antes do amanhecer, espere o sol sair também para registrar a corrida. Antes disso, vai ser difícil ver alguma coisa na foto, pois estamos falando do momento mais escuro do dia. Já para quem prefere as últimas horas da tarde para se exercitar, melhor: uma imagem com o pôr do sol ao fundo é digna de vários likes.

Se arrume

Claro que no meio da corrida é inevitável o suor e a cara de cansaço. Porém, para garantir uma imagem mais bonita, antes de tirar a foto limpe o rosto. Depois, escolha um ângulo bacana em que você apareça e, ainda falando da luz, evite que ela reflita nos seus olhos, para não ficar com o rosto enrugado.

Escolha o melhor local (e esteja sempre pronto)

Com ou sem pôr do sol, escolha uma paisagem bacana para fazer o seu fundo. Um estacionamento ou casas não estão entre os cenários mais atraentes, então espere passar por um ponto bonito ou, dependendo do trajeto, por um mirante. Mas, também, vale a regra de estar sempre pronto para sacar o smartphone a qualquer momento, pois você pode ser surpreendido por uma paisagem maravilhosa onde não imaginava.

Corrida: 7 regras de etiqueta para praticantes

Não use zoom

O zoom pode ser uma opção atraente, mas o fato é, ainda mais com o smartphone, que a imagem corre maior risco de ficar tremida e desfocada usando o recurso. O que você pode fazer se sentir necessidade é, depois que tirar a foto, cortá-la, que daí o próprio celular se encarrega dos ajustes, garantindo um efeito semelhante ao zoom. O resultado pode valer mais a pena.

Pare para fotografar

Se você tirar uma selfie correndo a plenos pulmões vai ser um problema. Primeiro, porque a imagem vai ficar tremida (ainda mais se estiver na função automática do smartphone). E, segundo, que só pelo movimento de pegar o celular você já vai diminuir o seu ritmo, e isso pode atrapalhar os outros corredores. Para evitar imagens ruins e tropeços, vá até a lateral da pista, desacelere aos poucos, continue atento - na foto e na pista - e, então, faça o seu registro. E lembre-se: nem todo mundo gosta de fotos, então procure focar só em você.

Foto: Divulgação/Pinterest